botao inicio - para substituir logotipo                                       portugues   english                              canaiswebmailbusca

Uma história de perseverança e determinação

Nascida e criada em comunidade carente próxima ao campus, Verônica Moço conquista diploma universitário pela UENF

Veronica Moco (1) --- 500 x 721Verônica Moço: continuidade nos estudosProximidade física e distância social: é assim que muitos enxergam a relação entre universidades públicas e comunidades carentes que vivem no seu entorno. Mas não foi o que aconteceu na vida de Verônica Sabrina da Silva Moço. Nascida e criada nos arredores do Campus Leonel Brizola, da UENF, ela acaba de se formar no curso de licenciatura em Biologia da Universidade. Filha de uma servidora terceirizada da área de limpeza, Verônica defendeu no início deste mês (03/08/12) sua monografia de final de curso: foi um estudo sobre o capim-limão (Cymbopogon citratus), espécie medicinal e aromática muito utilizada pela indústria de cosméticos.

A nova licenciada em Biologia sempre se interessou pelas atividades oferecidas pela UENF. Quando criança, participou do projeto ‘Recreando’, desenvolvido no campus pela Fenorte, e ali recebeu aulas de dança, violão, vôlei e inglês. Durante todo o tempo, Verônica contou com o incentivo da mãe, Maria da Conceição Moço, que atua na UENF desde 2001, quando exercia o trabalho de agente multiplicadora.

- Eu estava sempre na UENF e via a importância da Universidade para o país – diz Conceição.

Verônica é a segunda filha de Conceição a completar um curso superior, mas é a primeira da família a se formar em uma universidade pública. Para construir sua trajetória, contou com outro instrumento oferecido no campus universitário: o Pré-Vest/UENF, cursinho gratuito criado especialmente para pessoas de renda mais baixa e que desde 1995 é tocado voluntariamente por ex-alunos da própria UENF.  Determinada, Verônica cursou o pré-vestibular no último ano do ensino médio, em 2007, e já em 2008 ingressou no curso de Biologia.

- A UENF me ofereceu muitas oportunidades. A dificuldade está antes, na educação pública de ensino básico – afirma a formanda, que cursou o ensino fundamental e médio em escola pública e pretende continuar os estudos realizando pesquisas voltadas para o melhoramento da educação básica.

A monografia de Verônica Moço foi orientada pelo professor Silvério de Paiva Freitas e teve a coorientação da pós-doutoranda Claudia Lopes Prins, que tinha tido o auxílio de Verônica em sua pesquisa de doutorado. Para Silvério, hoje reitor da UENF, a luta pela democratização da universidade pública não acaba nunca, mas histórias como a de Verônica indicam que existem muitos instrumentos de inclusão social nas universidades.

- Nosso papel é fortalecer e aperfeiçoar este processo – argumenta.

 

banner lista telefonica