05/04/19

logo-informativo.jpg-melhorado-PARA-PORTAL

Campos dos Goytacazes, sexta-feira, 05 de abril de 2019 – nº 3.884

Deputado Waldeck Carneiro visita a UENF

A reunião contou com representantes da administração superior, sindicatos e DCE.

Defendendo maior apoio às universidades para superar as dificuldades impostas pelo último governo, o deputado estadual Waldeck Carneiro passou a manhã desta sexta-feira, 05/04/19 no campus da UENF, onde conversou com representantes da administração superior, professores, técnicos e alunos da instituição. Waldeck, que integra a Comissão de Educação da Alerj, também atua como presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia. Ele foi acompanhado pela chefe de gabinete do deputado Renan Ferreirinha, Elisa Adler. Ferreirinha é o vice-presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia.

No Hospital, o deputado visitou a Seção de Anatomia Animal.

O primeiro compromisso foi participar de uma reunião com o reitor Luís Passoni e representantes dos vários segmentos, na qual cada um expôs suas necessidades. A pró-reitora de Graduação, Marina Suzuki, externou sua preocupação com a dificuldade de reposição das vagas de professores, lembrando que não há perspectiva de novos concursos. Ela observou que a solução encontrada para dar início ao curso de Meteorologia, este ano, foi admitir apenas alunos que já tinham graduação. “Dessa forma, o aluno só faz a complementação das matérias”, disse.

Representando o pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, Olney Motta, a assessora da PROEX, Ana Bárbara, falou sobre a necessidade de manter a Faperj forte para que tanto a pesquisa quanto a extensão possam ser fomentadas. Com 136 projetos submetidos no último edital de extensão, a UENF depende da verba descentralizada da Faperj para pagar as bolsas.

Waldeck conheceu o setor de animais empalhados na Seção de Anatomia Animal

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Rosana Rodrigues, relatou que vários equipamentos de alto valor estão sem manutenção, o que coloca em risco diversas pesquisas. “São equipamentos que custam de um a dois milhões e que têm manutenção muito cara. Fazíamos isso com verba de projeto, mas a Faperj ficou de 2015 a 2018 sem fazer nenhum repasse para projeto”, disse.

Cristiano Peixoto, do Sindicato dos Técnicos (Sintuperj), pediu ajuda ao secretário na tramitação do Plano de Cargos e Vencimentos (PCV), que já foi elaborado por uma comissão e deverá ser votado pelo Consuni na semana que vem. Segundo ele, melhorias salariais poderão minimizar as sequelas da época de crise, quando os servidores ficaram com salários atrasados. “Temos muita gente doente e com problemas psicológicos”, disse.

Já Luciane Silva, presidente da Aduenf, relatou ações truculentas dentro do campus. “Esse clima antidemocrático é muito ruim para a universidade”, disse ela, que também criticou a proposta de criação de uma CPI das Universidades. O deputado disse que é contra a CPI e que está se empenhando para conseguir barrá-la. “Se não tivermos maioria para impedir a criação dessa CPI, a gente vai ter que tomá-la para nós. Já conversei com vários deputados sobre isso”, disse.

No Centro de Convenções, o deputado conversou com servidores.

Waldeck também se posicionou contra a mensagem enviada pelo governador à Alerj na qual toma para si a responsabilidade pela escolha dos reitores. “Não tem cabimento esse discurso agora. Uma lei ordinária não derruba um dispositivo constitucional”, disse, informando que esta mensagem não passou pela Secretaria de Ciência e Tecnologia, tendo saído direto do gabinete do governador.

Também participaram da reunião o chefe de Gabinete da Reitoria, Raul Palácio; o diretor do Centro de Ciência e Tecnologia (CCT), Rodrigo Tavares Nogueira; o diretor do Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias (CCTA), Frederico Straggiotti; o diretor da Agência UENF de Inovação, Manuel Molina; o diretor de Internacionalização, Carlos Ramon Ruiz; a diretora do Hospital Veterinário, Helena Hokamura; o prefeito da UENF, Rogério Castro; o coordenador da EAD/UENF, Carlos Gatts; a co-gestora do Colégio Agrícola, Vitória Carogio, o diretor do Sintuperj, Sérgio Dutra, e a representante do DCE, Pâmela Maciel.

Após a reunião, foi realizada uma visita aos setores de pequenos e grandes animais e à Seção de Anatomia Animal do Hospital Veterinário da UENF. Em seguida, Waldeck participou de  uma conversa com a comunidade universitária no Centro de Convenções. Um dos temas abordados foi o pagamento dos duodécimos, que ainda não foi feito. “Combinamos que seria pago de forma escalonada, mas o governo considera folha de pessoal como parte do duodécimo e sob essa alegação passamos o ano todo de 2018. Na verdade, o percentual não está sendo atingido e esse dinheiro tinha que entrar na conta das universidades para que elas possam exercer o princípio da autonomia, mas isso não está acontecendo”.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Gerência de Comunicação (ASCOM)
Av. Alberto Lamego, 2.000 – Parque Califórnia – Campos (RJ)
Telefones: Ascom: (22) 2739-7815 / 2739-7813
Reitoria: (22) 2739-7003
Email: uenf@uenf.br
Gerente de Comunicação: Vitor Sendra