18/07/17

logo-informativo.jpg-melhorado-PARA-PORTAL

Campos dos Goytacazes, terça, 18 de julho de 2017. Nº 3.701

Aluno da UENF faz doutorado sanduíche nos EUA

Gabriel Rabello dará continuidade a sua pesquisa, na área do Toxoplasma gondii, orientada pelo professor Renato DaMatta

Renato DaMatta (à esquerda) e Gabriel Rabello

Gabriel Rabello de Abreu Cabral, de 26 anos, bolsista de doutorado pela Capes no Laboratório de Biologia Celular e Tecidual (LBCT), foi selecionado no Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) e está passando um período de seis meses na Washington University in Saint Louis (WUSTL), nos Estados Unidos, desenvolvendo sua pesquisa iniciada na UENF, sob a orientação do professor Renato da DaMatta e supervisão do professor David L. Sibley, com o título “Fatores de virulência ROP 5, ROP 17 e ROP 18 na modulação da iNOS e ARG1 em macrófagos infectados com Toxoplasma gondii“.

Instituído em 2011, o PDSE é uma ação institucional da Capes que, por meio de um processo seletivo, permite que o doutorando possa realizar experimentos específicos no tema de sua tese em uma universidade de excelência de outro país, com duração de quatro meses a um ano. Gabriel, que está na Washington University desde 08/06, é graduado em Ciências Biológicas e possui mestrado em Biociências e Biotecnologia, ambos pela UENF.

– Estou no LBCT desde 2010, quando iniciei a Iniciação Científica com o Renato e ele já tinha comentado comigo que tinha a possibilidade de um dia eu obter esta bolsa na WUSTL. Vai ser muito importante para mim, pois vou estar num país central, e profissionalmente, porque vou fazer parte de um dos melhores grupos de pesquisa na minha área, liderado por um dos maiores pesquisadores do mundo neste tema. A expectativa é muito grande, é uma oportunidade única para mim – disse Gabriel, antes de viajar.

O professor Renato DaMatta enalteceu a importância de ser supervisionado por David Sibley, pesquisador reconhecido na área, numa Universidade que tem uma tradição muito grande de pesquisa de alto impacto. Além disso, ele explica que o trabalho de seu orientando só é possível de ser realizado fora do país, pois no Brasil não há a tecnologia necessária.

– O professor Sibley publica em revistas que são consideradas as melhores do mundo. Só o fato de vivenciar a rotina do laboratório já transforma o estudante. Gabriel está trabalhando com ferramentas que aqui a gente não tem. Lá eles têm o parasito que foi modificado geneticamente, e é por isso que ele foi, ou seja, para usar o parasito dentro das pesquisas dele. A gente está esperando resultados importantes dentro da nossa área. Vai ser realmente transformador para o Gabril – disse.

Gabriel ressaltou ainda que o período em que passará na WUSTL trará também  um grande impacto no sentido de estreitamento de laços entre o grupo de David Sibley e o grupo de Renato DaMatta.

– O grupo de Renato vem trabalhando já há bastante tempo com os mecanismos de evasão que o parasito desenvolveu ao longo da evolução para evadir do sistema imune da célula de seu hospedeiro. O grupo publicou em 2002 mostrando que o toxoplasma tem uma estratégia para evadir do mecanismo microbicida da célula, mais especificamente da produção de óxido nítrico, que é uma molécula que controla  o crescimento do parasito. Este induz um sinal que desativa a célula, fazendo com que ela não seja mais capaz de produzir o óxido nítrico. A questão é descobrir o que o parasito tem que consegue fazer isso. No grupo do Sibley há parasitos nos quais uma série de fatores de virulência foram geneticamente removidos. Tais fatores são importantes para que o parasito sobreviva em células que deveriam matá-lo, desta forma o parasito consegue bloquear a célula. Então, utilizando o parasito que não tem esses fatores a gente vai conseguir identificar o papel dessas proteínas na modulação do óxido nítrico, que é o trabalho que a gente vem desenvolvendo hoje – explicou.

 

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Gerência de Comunicação (ASCOM)
Av. Alberto Lamego, 2.000 – Parque Califórnia – Campos (RJ)
Telefones: Ascom: (22) 2739-7815 / 2739-7813
Reitoria: (22) 2739-7003
Email: uenf@uenf.br
Gerente de Comunicação: Marco Antônio Moreira