05/10/16

logo-informativo.jpg-melhorado-PARA-PORTAL

Campos dos Goytacazes, quarta, 05 de outubro de 2016. Nº 3.630

Escravagismo desafia instituições democráticas, diz sociólogo

Fábio Wanderley Reis abre seminário sobre desigualdades na UENF

A realidade da escravidão dos negros, até hoje não processada, é o componente crucial da desigualdade que persiste na sociedade brasileira e desafia as instituições democráticas no país. Esta foi a tônica da fala do sociólogo e cientista político Fábio Wanderley Reis, professor emérito da UFMG, na abertura do Seminário “Pensamento Social: Desigualdades e Mudanças Sociais”, nesta terça, 04/10/16, no Centro de Convenções Oscar Niemeyer, da UENF. Organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade, o evento continua nesta quarta.

Fábio Wanderley lembrou que o Brasil é uma das poucas sociedades conhecidas na história onde o escravagismo foi a base da vida econômica e social, ao lado da Roma e da Grécia antigas, das Antilhas e do sul dos Estados Unidos — que, no entanto, perdeu a guerra de Secessão para o norte. Citando dados sobre acesso a escola, o pesquisador lembrou que o Brasil esteve em pior posição relativa do que a África do Sul do tempo do apartheid.

— Este fato nos legou a sociedade de castas em que vivemos até hoje — disse o pesquisador, avaliando que este pano de fundo está presente na crise política e institucional atual, marcada, segundo ele, pela escolha de alvos por parte do Judiciário.

Ainda no primeiro dia, o seminário teve uma mesa sobre o tema do desenvolvimento no pensamento social brasileiro, com participação de Aparecida Abranches (UFRRJ), Wilson Vieira (UFRJ) e Adelia Miglievich Ribeiro (Ufes), com a mediação de Marcos Abraão (IFF).

Programação – Nesta quinta, o evento tem duas mesas-redondas pela manhã, das 9h às 12h: “Revolução e educação popular no pensamento social”, com Marco Antonio Perruso (UFFRJ), Marcos Tadeu Del Roio (Unesp), Nildo Ouriques (UFSC) e Ricardo Ramos Shiota (UENF), tendo Wania Mesquita (Uenf) na mediação; e “Mudanças sociais, ruralidade e literatura periférica”, com Akins Kintê (poeta e cineasta), Janaina Tude Sevá (UFG), Jorge Henrique da Silva Romero (Unicamp) e Lucas Carvalho (UFRJ). A mediadora será Luciane Soares da Silva (UENF).  À tarde, das 14h às 17h30, ocorre a sessão de comunicações, com os trabalhos selecionados para apresentação.

A mesa de encerramento, das 19h às 22h, será sobre “A ideologia do desenvolvimento”, reunindo Miriam Limoeiro Cardoso (UFRJ) e Theotonio dos Santos Júnior (Uerj), com a mediação de Roberto Dutra Torres Junior (UENF).

Outras informações em http://seminarioppgsp.wixsite.com/2016.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Gerência de Comunicação (ASCOM)
Av. Alberto Lamego, 2.000 – Parque Califórnia – Campos (RJ)
Telefones: Ascom: (22) 2739-7815 / 2739-7813
Reitoria: (22) 2739-7003
Gerente de Comunicação: Fúlvia D’Alessandri