25/04/16

logo-informativo.jpg-melhorado-PARA-PORTAL

Campos dos Goytacazes, segunda, 25 de abril de 2016. Nº 3.581

Criada Frente Parlamentar em defesa da UENF

parlamentoCinco indicativos para tentar solucionar a crise financeira da UENF foram definidos, na manhã desta segunda-feira, 25/04/16, pelos deputados e vereadores que participaram da sessão do Parlamento Regional, na Câmara Municipal de Campos. Dentre eles, a criação de uma Frente Parlamentar em defesa da UENF, bem como a utilização de recursos do Fundo da Assembleia Legislativa (Alerj) para socorrer a Universidade.

– A Alerj tem um fundo de R$ 180 milhões e recentemente ajudou a Uerj e a Uezo. Já que há este precedente, vamos pedir socorro para a UENF também – disse o presidente da Câmara Municipal de Campos, Edson Batista. Segundo o deputado Geraldo Pudim, que é secretário da Alerj, o socorro à UENF já estaria nos planos do presidente da Alerj, Jorge Picciani.

Os demais indicativos aprovados foram: prioridade para o pagamento das bolsas dos alunos; utilização de parte do ICMS local na UENF; independência da Universidade na sua gestão e caracterização (repúdio à possibilidade de junção com as outras universidades estaduais); e autonomia financeira.

A sessão foi acompanhada por alunos, técnicos e professores da UENF, que lotaram o plenário da Câmara. Em seu discurso, o reitor da UENF, Luís Passoni, disse que a situação crítica por que passa a Universidade está chegando ao seu limite, causando prejuízos sérios também às empresas que prestam serviços ou fornecem produtos à UENF.

– Os pesquisadores da UENF têm tido muito sucesso na captação de recursos significativos em editais de fomento à pesquisa. Mas todas essas pesquisas estão em risco porque o Governo do Estado não está dando a sua contrapartida. O orçamento, que cobre salários e despesas de condomínio, deveria ser repassado todos os meses, em duodécimos – disse.

Representando o deputado Waldeck Carneiro (PT), o ex-prefeito de Niterói, Godofredo Pinto, disse que esta situação não estaria acontecendo se o Estado cumprisse o que estabelece a Constituição Estadual, segundo a qual 6% do orçamento deve ser destinado às universidades. No entanto, a questão encontra-se sub judice.

parlamento 2Já o deputado Bruno Dauaire (PR) disse que a crise do Estado não pode ser atribuída exclusivamente à queda do preço do barril de petróleo. Segundo afirmou, o Governo do Estado concedeu R$ 138 bilhões em isenção fiscal a diversas empresas, deixando de arrecadar ao equivalente a cinco anos de pagamento da folha dos servidores.

Representando os alunos da UENF, o estudante Gilberto Cardoso ressaltou que as falhas na assistência estudantil estão provocando a evasão dos alunos da Universidade. Ele observou que, para grande parte deles, a UENF é a única possibilidade de ascensão social.

– A maioria dos cursos da UENF exige tempo integral, então o estudante não pode trabalhar, ele depende das bolsas para se manter.

O Parlamento teve a presença de deputados e vereadores da região, como o presidente da Câmara Municipal de Sâo João da Barra, Aluizio Siqueira; e o presidente da Câmara Municipal de Conceição de Macabu, Cláudio Willians Ramalho Neves; além dos vereadores Auxiliadora Freitas, Paulo Hirano, Kellinho e Rafael Diniz, entre outros.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Gerência de Comunicação (ASCOM)
Av. Alberto Lamego, 2.000 – Parque Califórnia – Campos (RJ)
Telefones: Ascom: (22) 2739-7815 / 2739-7813
Reitoria: (22) 2739-7003
Gerente de Comunicação: Fúlvia D’Alessandri (Jornalista)